Higienização Hospitalar

12 nov Viva Serviços Higienização Hospitalar

A adoção de protocolos de limpeza e desinfecção é fundamental para reduzir o número de doenças e contaminação dentro dos hospitais. Isso porque os diversos agentes infecciosos encontrados nesses locais, podem contaminar as superfícies e equipamentos que são diariamente manuseados por médicos, enfermeiros e pacientes.

O uso dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) é outro cuidado essencial para evitar a contaminação e a disseminação de fungos, bactérias e microrganismos causadores de doenças. Em geral, os EPIs obrigatórios em ambientes hospitalares são: luvas de procedimento, óculos de proteção, máscara, luvas, avental, bota ou sapato fechado impermeável;

A adequação do EPI está diretamente vinculada a atividade desenvolvida. São indicados nas áreas clínicas e de apoio diagnóstico. Deve-se almejar a proteção total quando se identifica um risco aumentado de exposição.

Apesar de não possuir registro como EPI, a máscara cirúrgica e o gorro são considerados dispositivos que asseguram, também, a proteção do profissional de higienização.

No caso dos EPIs que não são descartáveis, é fundamental que seja realizada uma higienização adequada dos dispositivos e higienização das mãos adotando a técnica indicada pela ANVISA.

Prevenir acidentes é pensar no futuro!
#GrupoViva